Visitante!
Faça seu Login ou Registre-se!

Galeria de Jogos

Os rpgs estão saturado do clássico padrão medieval/fantasia? 3 Respostas | 84 Visualizações

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Widlywindsich

  • *
  • Mensagens: 1 Ouro: 0
    • RPG Maker MV
    • Ver perfil
    • E-mail
Boa tarde, realmente isto para mim é uma questão muito curiosa, vocês pensam que o modelo clássico de rpg já está saturado? Não raro os novos desenvolvedores de games se inspiram muito neste estilo de jogo, capa e dungeon, mas deixo a pergunta, quais aspectos inovadores nos meros desenvolvedores devemos aplicar em nossos projetos? Um rpg é capaz do mesmo poder de imersão que um bom livro tem?
« Última modificação: 13 Ago 2017, 12:50 por Corvo »

Corvo
  • *
  • Mensagens: 1044 Ouro: 657

    Entregue ao(s) vencedor(es) do evento Contos de um Hallowen Esquecido.

  • Stay weird.
    • RPG Maker VX/Ace
    • Steam
    • Pinterest
    • Ver perfil
  • Capacete de FerroPhoenixNightwalkerEbony ArmorAnel de Rubi
Creio que não. Aliás, a maior parte dos jogos atuais (tratando-se de RPG Maker) está optando por cenários futuristas ou modernos deixando esse "modelo" para trás. Os clássicos estão cada dia mais raros. Aqui mesmo não devemos ter mais de seis ou sete em produção. Algo no estilo sempre é bem vindo.

E nem vou entrar naquela velha discussão sobre clichês que o pessoal daqui conhece bem.  :=|:

Aspectos inovadores? Não acredito que você precise reinventar a roda. Suas mecânicas não precisam ser inovadoras, elas precisam funcionar para o seu jogo. Se você criou um mega sistema de batalha, mas não consegue aplicá-lo, é um trabalho inútil. Se você cria novos atalhos organizados de modo a facilitar a jogatina, lembre-se de que o jogador está acostumado com o sistema antigo. Dito isso, inove apenas no que precisa ser inovado e somente se necessário.

E bom, um RPG tem a obrigação de ser mais imersivo que um livro. As páginas possuem duas ferramentas que, em ordem de importância, são: a narrativa e o enredo. Já em um RPG você tem: jogabilidade, narrativa, enredo, trilha sonora, etc...
« Última modificação: 13 Ago 2017, 13:09 por Corvo »

Cristiano Sword

  • *
  • Mensagens: 213 Ouro: 59
  • Assembly até morrer!
    • Unity
    • Facebook
    • Youtube
    • DeviantArt
    • Ver perfil
    • E-mail
acho q nao, acredito q oq tá saturado eh gente usando o rtp pra fazer jogo cliche,com historia cliche,musica cliche, eh como de vc estivesse jogando o msm jogo sempre
“Se eu decidir ser uma idiota, serei uma idiota com acorde próprio.”
ALEXYA STRADIVARI
Projeto Esplendor 2017
link: http://centrorpg.com/index.php?topic=17111.0

TulioCross

  • *
  • Mensagens: 4 Ouro: 0
    • RPG Maker MV
    • Twitter
    • Ver perfil
    • E-mail
Sobre a questão da imersão acho que dá uma boa e longa discussão, mas penso que como são midias diferentes e objetivos relativamente diferentes, ficarei com a opinião inicial de que os jogos podem trazer maior interatividade que não significa maior imersão e vai depender do conteúdo também.

Sobre a saturação do RPG medieval, penso que os makers iniciantes podem e devem usar esse tema inicial para praticar mas que não fiquem só isso. No entanto, rpg medieval ainda é uma tema muito abrangente e dá para explorar bastante, o que eu penso que falta é a galera pesquisar mais e se aprofundar.

Dentro dessa perspectiva é possível expandir seu o universo medieval e criar o seu. Eu mesmo começarei com um projeto aqui com esse tema e depois partirei para ficção científica que é o meu foco.

 

Versão Mobile